Hoje em dia assistimos a um cenário de adultos e crianças cada vez menos ativas e consequentemente mais propensas a desenvolverem problemas de saúde crónicos. Recentemente, a Organização Mundial de Saúde (OMS) definiu um Plano de Ação para 2018-2030 cujo objetivo é tornar as pessoas mais ativas para um mundo mais saudável. Assim, recomenda-se que crianças e adolescentes (6 e 14 anos):

  • realizem 60 minutos por dia de atividade física moderada ou vigorosa;
  • optem por um transporte ativo nas deslocações (por exemplo ir a pé ou de bicicleta para a escola/parque/outro);
  • realizem os 90-135 minutos semanais de educação física que têm na escola (sem desculpas de “preguicite”!);
  • pratiquem regularmente desporto ou outras atividades físicas estruturadas fora do âmbito escolar (em que se divirtam!);
  • minimizem o tempo sentado e a ver TV ou jogar no computador.

Importa também lembrar que os hábitos dos pais têm uma grande influência no comportamento dos filhos. Desta forma, de acordo com a OMS, os adultos devem fazer cerca de 75-150 minutos de atividade física semanal vigorosa ou 150-300 minutos de atividade física moderada (sim, é preciso dar o exemplo!) e devem valorizar a utilização do tempo livre em atividades mais ativas!

Esclareça-se que atividade física… não é desporto! Atividade física reporta-se a qualquer atividade que implique um dispêndio energético. Assim, as modalidades desportivas são atividade física, mas também o é subir escadas, dançar, saltar à corda, explorar os espaços exteriores!… Por isso, use o seu corpo, dê-lhe o que ele precisa! MOVIMENTE-SE pela sua saúde! Afinal, pernas, para que vos quero?!

Se quiser saber mais sobre este programa da OMS, Global Action Plan on Physical Activity 2018–2030: more active people for a healthier world, clique aqui (http://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/272721/WHO-NMH-PND-18.5-por.pdf?ua=1).

Ana Rita Pinheiro, Fisioterapeuta